As estações de tratamento e o meio ambiente

meio ambiente e tratamento

Um dos elementos principais para que o meio ambiente seja preservado é o cuidado com a água e o esgoto produzido pelas cidades. Por conta da crescente urbanização, o acesso a água potável e ao esgoto tratado são importantes para que a contaminação dos recursos naturais não seja efetivado, assim como preservar a saúde humana.

Para que a conservação do meio ambiente se efetive e para que as pessoas tenham qualidade de vida dentro das cidades, existem as chamadas estações de tratamento.

Basicamente, as estações de tratamento vão manter a qualidade da água e podem ser de vários formatos e serviços, como a estação de tratamento de efluentes e de água de resíduos.

No decorrer deste texto iremos falar das estações que tratam a água e as estações de tratamento de esgoto.

As estações de tratamento de água

As estações de tratamento de água também conhecidos pela sigla ETA, é um tipo de indústria que tem como objetivo produzir água potável.

Para se ter uma ideia da dimensão desse serviço, em São Paulo são tratados cerca de 119 mil litros de água por segundo, conforme números da companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP).

O abastecimento das grandes cidades vem de rios e represas e, embora sejam águas potáveis, possuem em sua composição elementos sólidos como folhas, pedras, lodo e também uma infinidade de microrganismos como as bactérias.

É por isso que as ETA’s são importantes, pois permite que uma água com as características apropriadas: sem cor, sem cheiro e sem gosto chegue em sua casa.

Uma água em uma estação de tratamento de agua e efluentes demora cerca de 3 horas para ficar apropriada para consumo.

Para que a água potável seja feita, ela deve passar por inúmeras etapas que incluem:

  • Pré-cloração;
  • Pré-alcalinização;
  • Coagulação;
  • Floculação;
  • Decantação;
  • Filtração;
  • Desinfecção;
  • Fluoretação.

Todas essas etapas permitem que a água que sai da represa ou dos rios seja purificada e chegue limpa até a torneira da sua casa.

Estações de tratamento de esgoto

Nesse tópico falaremos das estações de tratamento de esgoto conhecidas como ETE e também da estação de tratamento de efluentes industriais, que seguem os mesmos princípios.

É considerado efluente qualquer tipo de produto que é resultado das ações humanas. Existem os efluentes domésticos que são comumente chamamos de esgoto e os industriais.

A estação de tratamento de esgoto é de suma importância para que os rios, os mares e o solo não seja contaminados com o descarte do efluente não tratado, já que ele carrega uma série de contaminantes, tornando o que era potável em não potável.

Um exemplo da perda da capacidade hídrica por falta da existência de estacoes de tratamento de esgoto no decorrer do tempo é o trecho do Rio Tietê que corta a capital paulista. O Rio tem uma boa extensão, porém, cerca de 137 quilômetros desse rio é considerado morto.

Por isso que o tratamento de esgoto e efluentes é muito importante para a preservação do meio ambiente e garantir a qualidade de vida dentro das cidades.

Os processos de tratamento em uma estação de tratamento de residuos são geralmente físico-químicos ou biológicos.

O tratamento físico-químicos utilizam reações químicas que ajudam a separar o sólido do líquido. Já os tratamentos biológicos utilizam bactérias e microrganismos que ajudam a consumir a matéria orgânica por meio de um processo respiratório.

O tratamento biológico vem sendo um processo cada vez mais procurado pela grande variedade de bactérias e protozoários existentes para compor as culturas de microbiais mistas que ajudam no processamento de poluentes orgânicos.

Entretanto, esse tipo de tratamento exige um controle muito rígido do procedimento, como controle de vazão, recirculação e fornecimento de oxigênio. Apesar disso, os tratamentos físico-químicos e os biológicos são muito usados no Brasil.

Para que o acesso ao tratamento de esgoto seja maior, uma tendência que vem aparecendo é o da estação compacta de tratamento de efluentes, que são usadas nas indústrias e até mesmo em locais residenciais como condomínios. É uma ETE normal, porém com menores dimensões e que tratam efluentes com baixas vazões.

Essa é uma alternativa interessante por conta do baixo custo de operação, grande eficiência e por conta do menor consumo de energia elétrica.

Assim, vimos que o tratamento de água e de esgoto são importantes para a conservação do meio ambiente, principalmente da conservação de solos e rios, assim como para a manutenção da qualidade de vida dentro das cidades.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *