Um pouco mais sobre controle ambiental

Muitas pessoas não sabem, mas os Sistemas de controle ambiental são fundamentais para que os modelos de produção do mundo moderno não prejudiquem o meio ambiente, algo que tem se tornado cada vez mais comum nos últimos anos.

Por isso, é importante contar com medidas que possam atuar de forma protetiva e eficiente com relação a esse aspecto.

Especialmente quando estamos falando de preservação ambiental, os cuidados a serem tomados devem sempre estar de acordo com as normas vigentes na área.

Você quer saber mais sobre esse assunto? No artigo a seguir, acompanhe detalhes sobre algumas investigações ambientais extremamente importantes e como elas contribuem para a maximização da sustentabilidade e também da rentabilidade.

Qual a importância?

O principal motivo pelo qual deve ser feito um rígido e resolutivo Controle ambiental em variadas áreas de atuação industrial e empresarial no mundo contemporâneo é minimizar ou eliminar os riscos oferecidos à natureza por parte de processos diversos que podem, em alguma medida, interferir em ecossistemas, por exemplo.

Dessa forma, é possível preservar a fauna e a flora, sem falar nas condições de cada tipo de local, como relevo. O desenvolvimento cada vez maior de técnicas e modelos produtivos pode ser agressivo para o meio ambiente e, consequentemente, para a vida no planeta.

Por meio de inspeções periódicas e investigações precisas, que acompanham as condições em que um determinado espaço se encontra após, antes ou durante processos que geram contaminações e demais situações de risco à natureza, é possível gerar mais cuidado e consciência na hora de pensar sobre os impactos de nossas atividades.

Além disso, o controle previne medidas destrutivas e auxilia na recuperação dos locais.

O mais recomendado, portanto, é contar com o trabalho qualificado de profissionais da área, que podem fornecer soluções e técnicas realmente eficazes nesse sentido. Vamos conhecer os procedimentos?

Passivo ambiental

A Investigação de passivo ambiental é indicada para áreas em que há a presença de algum tipo de contaminação nos meios biológicos, que, dentre outros, podem ser:

  • Fauna
  • Flora
  • Solo
  • Água
  • Ar

O risco da contaminação proliferar-se para o ambiente populacional é alto, de modo que precisa ser severamente contido antes que comece a se espalhar.

Para isso, é necessário realizar uma intervenção direta e resolutiva, identificando, medindo e finalmente tratando o caso de acordo com as normas regulamentadoras dos órgãos ambientais.

Essa investigação pode ser conduzida tanto em empresas que já operam normalmente como também antes de adquirir um determinado terreno ou imóvel para a construção de um empreendimento.

O objetivo é identificar se há níveis de degradação ambiental ou mesmo de contaminação por parte das atividades operadas na empresa.

No caso das investigações prévias, a finalidade principal é detectar se as empresas anteriores deixaram rastros destrutivos de suas ações no local.

Com diferentes etapas e destinada a investigar distintos tipos de ação (como de indústrias ou de sistemas retalhistas de combustíveis), a investigação deve ser conduzida conforme os padrões técnicos exigidos no Procedimento para Gerenciamento de Áreas Contaminadas.

Além disso, vale ressaltar que o Passivo ambiental conceito parte do princípio de que, mesmo sem que as pessoas notem, a natureza pode estar sendo severamente afetada pela atividade humana.

Existe uma sequência de ações voltadas para a condução desse processo, de modo que cada etapa depende da outra, pois os níveis de contaminação e os efeitos já observados a determinado ponto podem variar bastante.

As etapas são:

  • Investigação preliminar (levantamento de informações)
  • Investigação confirmatória (confirmar a contaminação)
  • Investigação detalhada (mensurar a extensão da pluma)

Confirmação

A confirmação do processo contaminante é fundamental para a identificação do tipo de contaminação e também para que as medidas corretas sejam tomadas.

Por isso, a Investigação confirmatória cetesb é de suma importância, sendo divida em algumas fases. São elas:

  • Coleta de dados (históricos, documentos, etc)
  • Elaboração de plano (método investigativo)
  • Coleta (análise em laboratório)
  • Interpretação (estudo de caso)
  • Relatório (dados da conclusão final)

A partir disso, é possível conduzir procedimento eficazes e corretivos para a recuperação adequada de Cetesb áreas contaminadas, promovendo mais bem-estar e uma forma mais limpa de produção.

Isso proporciona uma série de benefícios a curto, médio e longo prazo, se estendendo a toda a região onde a empresa atua.

Vale lembrar que a aplicação de métodos de correção que não tornem os componentes naturais ainda mais sobrecarregados é essencial para que o local se recupere de forma completa e saudável, o que gera uma série de benefícios tanto para a produção quanto para a população existente nas redondezas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *