Destino de lixos: você já conhece?

A produção de lixo é inevitável, sobretudo em centros urbanos. Com a Revolução Industrial e os avanços tecnológicos, os resíduos começaram a surgir em larga escala e com especificações que podiam tornar seu descarte complicado.

A principal preocupação é o meio ambiente e como evitar que ele seja comprometido por essa imensa quantidade de lixo.

Por conta disso, neste artigo você vai entender mais detalhes de como a sociedade atual lida com a produção de lixo.

A melhor solução

Primeiro, é necessário estabelecer que o descarte do lixo nunca deve ser a primeira opção. A reciclagem e a reutilização são sempre as melhores soluções para o lixo e devem ser consideradas sempre.

Sobretudo, as indústrias e as empresas de grande porte devem se esforçar para reciclar os resíduos de produção, as embalagens de seus produtos descartadas pelo público, deve haver a preferência por materiais reciclados e recicláveis e mais. Inserir os descartáveis no mercado novamente é a melhor forma de alcançar a sustentabilidade.

A reciclagem do lixo implica em uma transformação do material, fazendo-o voltar ao seu estado original, enquanto na reutilização podem existir características diferentes ou novas aplicações.

Sendo assim, é possível afirmar que o papel reciclado não é realmente reciclado, mas reutilizado. Isso porque a aparência e a textura são outras, forma-se um tipo diferente de papel, facilmente reconhecível. Diferentemente do metal, que fica idêntico ao material usado pela primeira vez.

Antes de pensar em descartar qualquer material, é necessário que todas as possibilidades de reciclagem e reuso sejam pensadas.

Nem que seja para aplicações completamente diferentes. Esse é o caso dos paletes, usados para o transporte de cargas em máquinas como empilhadeiras.

Eles são materiais muitas vezes descartáveis, que só podem ser utilizados em uma única viagem. Sempre que se fala em algo descartável e essencial para um processo, fala-se de uma produção de lixo enorme. Para evitar esse cenário, outras áreas começaram a fazer uso de paletes.

A área de destaque é a decoração de interiores. Os paletes passaram a ser utilizados para a fabricação de móveis, criando um visual rústico e moderno.

Ainda podem ser usados para fazer jardins verticais, revestimento de piso como o deck de madeira e outras soluções criativas.

O destino do lixo

No Brasil, os aterros são a forma mais comum de destinação para o lixo. Tanto o lixo domiciliar quanto o comercial, os resíduos da construção civil, mesmo o lixo industrial, todos acabam em aterros sanitários.

O aterro sanitário nada mais é do que um terreno que passou por um processo de impermeabilização e no qual o lixo é colocado em camadas intercaladas com a terra.

Quando há matéria orgânica, a decomposição é feita por bactérias anaeróbicas. Nesse contexto há produção de gás metano e ele pode ser convertido em combustível, em energia.

Para o lixo orgânico, a compostagem é uma opção interessante. Ao invés de decompor o lixo com bactérias, torna-se possível que ele sirva de adubo para plantações.

Entretanto, muitos são os lixos que merecem um tratamento especial, como resíduos que não podem ser colocados em aterros e que exigem mais cuidado por apresentarem mais riscos.

Vale ressaltar que esses riscos não são apenas para o meio, mas para as pessoas em si. Nesse grupo se encontram:

  • Lixo hospitalar;
  • Lixo eletrônico;
  • Lixo radioativo;
  • Lixo nuclear;
  • Resíduos perigosos;
  • Efluentes industriais.

Todos esses lixos pedem por um tratamento antes de seu descarte ou por outra destinação. Os efluentes industriais, por exemplo, precisam passar por diversos procedimentos antes de serem descartados.

É possível citar a retirada do calor, o equilíbrio do pH, a retirada de substâncias químicas. O objetivo é poupar a vida aquática e preservar o bioma marinho.

Muitos dos itens na lista pedem por incineração. Esse é o caso do lixo hospitalar, que pode carregar doenças e a radioatividade do lixo radioativo.

Eles precisam ser queimados porque não há formas de neutralizar o seu perigo para o descarte seguro como se faz com efluentes industriais. O seu transporte até o local de incineração deve ser feito com muito cuidado, nos recipientes adequados e seguindo todas as normas de segurança.

Em conclusão, os destinos para o lixo podem variar – eles vão desde a fabricação de móveis com o que seria descartado até a incineração de lixo.

O objetivo é sempre evitar opções como o lixão, que é um depósito de lixo em grandes quantidades e sem nenhum cuidado.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *