Empresas se ajustam à lei ambiental para benefício da população

ambiental

Toda a sociedade tem dever com a área ambiental em que convive. A natureza sempre esteve à serviço da humanidade, como fornecedora de matéria-prima para os mais diversos materiais utilizados ao longo dos tempos, desde a pedra lascada até dos dia atuais.

A evolução da sociedade sempre dependeu do comportamento do clima, a presença de rios, lagos e mares, e o cultivo de alimentos nos campos. É impossível imaginar a sobrevivência da população sem a natureza atuando de forma presencial em todos os aspectos.

No entanto, tudo a um preço, e nos tempos atuais, com a interferência humana, o cenário é, totalmente, adverso e precisa ser repensado sob diversos aspectos, de uma maneira urgente e global.

Países unidos em torno de uma mesma pauta

A relação entre a sociedade e a natureza é resumida em uma palavra cunhada pelo zoólogo alemão Ernst Haeckel no século XIX, denominada Ecologia.

No entanto, apenas a partir da metade do século XX que os problemas enfrentados pela humanidade estão relacionados à natureza, como:

  • Crescimento populacional;
  • Poluição do meio ambiente;
  • Problemas sociológicos;
  • Combate à fome.

As nações começaram a colocar em pauta a sustentabilidade ambiental como uma forma de garantir a sobrevivência da população.

Com estudos científicos e observação do comportamento da natureza, líderes mundiais passaram a entender que todos estão em um mesmo planeta e são responsáveis por catástrofes que podem ser evitadas se os devidos cuidados forem tomados em tempo hábil.

No Brasil o governo federal desenvolveu a Lei 6.938, de agosto de 1981, voltada para a política nacional do meio ambiente, para que o equilíbrio ecológico tenha uma manutenção constante, preservando de maneira coletiva o uso do solo, da água e do ar, entre muitos outros pontos importantes para o equilíbrio ecológico.

A degradação ambiental ocorrida pelo desenvolvimento de centros urbanos e uso incorreto de rios e lagos, o despejo de dejetos e o tratamento de resíduos sólidos passaram a ser cada vez mais constantes, recebendo atenção dos poderes públicos e organizações não governamentais.

Atualmente, a sustentabilidade praticada por empresas transformam ações em créditos positivos junto ao mercado consumidor, contando com a participação da população.

A ecologia faz parte do dia a dia das pessoas de diferentes maneiras, seja nas escolas, nos ambientes de trabalho, nas fábricas, indústrias ou áreas rurais.

Profissionais especializados na área ambiental

A especialização na área de preservação à natureza chegou aos centros educacionais, com profissionais se especializando em meio ambiente, as ações da sociedade e o reflexo na vida como um todo.

Dessa forma surgiu o técnico em meio ambiente, que atua de forma contundente em projetos voltados para os cuidados com a natureza, a implementação e desenvolvimento de áreas urbanas municipais e o reflexo na flora e na fauna presentes.

Por meio de empresas especializadas que trabalham em diferentes setores de preservação ambiental, os profissionais realizam serviços específicos, empregando a legislação vigente nos mais variados aspectos de atuação.

O processo de reciclagem de papel, por exemplo, pode começar de forma doméstica, com a separação de resíduos sólidos em latas específicas, que ainda podem receber outros materiais para transformação e reaproveitamento, como vidros, metais e plásticos.

Indústria e construção civil se adaptam à lei

Seguindo a legislação ambiental imposta pelo poder público, muitos segmentos precisaram passar por adaptações transformadoras, com monitoramento constante e solicitação de licença IBAMA para que possam atuar dentro dos parâmetros legais.

Isso atingiu os setores da indústria e da construção civil, implementando multas em caso de desobediência e fechamento de canteiros de obras e fábricas quando não respeitam de forma correta as leis.

Os órgãos fiscalizadores trabalham constantemente em busca de ambientes regularizados, solicitando toda documentação para o desenvolvimento de projetos industriais ou da construção civil.

As empresas precisam apresentar um projeto adequado para a renovação de licença ambiental, constando todos os cuidados para a preservação do meio ambiente.

Comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente

Dada a importância da preservação da natureza, desde 1972 ficou instituída a data de 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente, após uma conferência da Organização das Nações Unidas, na Suécia.

Estiveram presentes representantes de 115 países, entre poderes públicos e organizações não governamentais.

O objetivo principal da formalização da data foi aproximar a população quanto à importância na preservação do meio ambiente e a participação necessária para que tudo ocorra de maneira natural, como a sustentabilidade, a reciclagem e o menor consumo de produtos descartáveis.

Com o passar dos anos, temas diferentes são propostos e discutidos, em conferências mundiais que ocorrem em países que fazem parte da ONU.

Dessa forma, os debates alcançam proporções de escala mundial, trabalhando ações diversas para a preservação da natureza, do meio ambiente da própria humanidade.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *