Os detalhes dos laudos para a sua empresa

Sem dúvidas, garantir um ambiente corporativo seguro é fundamental, não apenas para a proteção de cada um dos colaboradores, como também para atender as normas legislativas relacionadas com a segurança das edificações devem apresentar.

Por esse motivo, existem diferentes tipos de laudos que são requisitados e precisam ser atendidos adequadamente.

Para que os empreendedores não sofram restrições na operação e não coloquem as pessoas em risco ou até mesmo a estrutura do prédio.

O que é o laudo spda?

Neste cenário, o laudo de spda acaba desempenhando um papel extremamente importante, pois consiste atestar as atuais condições da instalação do sistema spda.

Que consiste no sistema de proteção contra descargas atmosféricas, ou seja, os para-raios.

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) aponta que tal laudo deve ser baseado no fato de que esse sistema projetado para oferecer a proteção da estrutura.

Para isso, ele é constituído de forma que os raios sejam interceptados e suas correntes, que são muito altas, sejam interceptadas para a terra.

Dessa maneira, é necessário que o sistema apresente uma rede de terminais aéreos, condutores de descidas e eletrodos de aterramento constituídos para promover um percurso de baixa impedância.

Sendo assim, em diversos locais esse sistema deve ser incorporado, principalmente os que apresentam grande concentração de pessoas.

No entanto, naturalmente existem pinturas virgem nível mais alto de proteção, por exemplo, aquelas que apresentam inflamáveis e assim estão mais propensas as explosões.

Entre os locais que necessitam dessa estrutura estão:

  • Torres comerciais;
  • Edifícios residenciais;
  • Galpões industriais;
  • Subestações de entrada de energia.

Sem dúvida alguma, para que um projeto seja elaborado de forma adequada e segura, é fundamental recorrer ao serviço de profissionais de confiança.

Afinal, é preciso lembrar seu laudo também é necessário para verificar as condições da estrutura, ou seja, se torna imprescindível que todo sistema seja projetado e constituído de forma adequada.

De forma geral, algumas dicas podem ser seguidas para potencializar projeto evitar falhas ou acidentes, como apresentar ferragens galvanizadas a fogo e não eletrolítica.

Furos vedados para se prevenir de infiltrações futuras, utilização de arruelas, porcas e parafusos em aço inox para prolongar a vida útil do sistema.

Entre outros aspectos técnicos avaliados incorporados de acordo com que o profissional responsável julgar como necessário.

Para o que serve o AVCB?

O AVCB consiste no Auto de vistoria do corpo de bombeiros e conforme o próprio nome indica, achei um documento emitido pelo corpo de bombeiros sp e que atesta que o local em questão atende às normas de segurança contra incêndio.

Dessa forma, englobam um conjunto de medidas técnicas, organizacionais e estruturais que visam assegurar um alto nível de proteção.

É válido citar, que o projeto avcb um período de revalidação estabelecido que pode variar entre 2 a 5 anos, dependendo do local e dos riscos avaliados.

Além disso, ao funcionar sem o avcb bombeiros, dependendo da legislação vigente, corporação estará operando de forma irregular e pode sofrer punições, como multas.

Ao buscar os serviços de uma empresa de AVCB, é importante ter consciência de que existem tipos distintos de projetos que podem ser desenvolvidos para solicitação do auto de vistoria.

O projeto técnico

O projeto técnico simplificado atende diferentes tipos de locais, como edificações que não precisam de proteção de suas estruturas contra o calor.

Dispensam a proteção através de sistema hidráulico de combate a incêndio, construída qual o inferior a 750 m² apresentando até 3 pavimentos, entre outros casos.

Para compor esse tipo é necessário formulário de Segurança contra incêndio e ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) efetuada pelo responsável técnico em torno dos riscos específicos que a edificação apresenta.

Ainda há possibilidade do projeto técnico mais estruturado, que é direcionado para áreas com uma concentração maior de pessoas.

Que apresentam mais que três pavimentos e altura superior a 12 metros, que exijam proteção de sistemas fixos como alarmes e hidrantes, entre outros locais.

Já para composição deste projeto, além dos itens necessários anteriormente citados, é preciso o cartão de identificação, pasta do projeto técnico, planta de riscos de incêndio, planta de medidas de segurança contra incêndio e caso seja necessário, documentos complementares.

Com esses laudos, é possível promover um lugar seguro para todas as pessoas, ao mesmo tempo em que a legislação é atendida de forma responsável e correta.

Por esse motivo são tão indispensáveis e devem ser emitidos e renovados sempre que necessário.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *