Modificando ações cotidianas prejudiciais ao meio ambiente

ambiente

Nos últimos séculos a degradação ambiental tomou contornos bastante perigosos. A grande maioria das pessoas não tem conhecimento o suficiente para entender os perigos que algumas práticas diárias podem trazer para o meio ambiente ou simplesmente não se preocupam com essa questão e acabam efetuando ações degradantes.

Essas práticas acontecem muito também por relações de negócios, visto que algumas ações que prejudicam a qualidade do meio ambiente se tornam lucrativas para algumas empresas.

Por conta desse relaxamento nos últimos tempos, a situação hoje em dia é bastante alarmante. Justamente, por isso é preciso que passemos a entender mais do assunto e precisamos estar conscientes das consequências que esse descuido pode trazer para nós e para todo o meio ambiente.

Dessa forma, é preciso que modifiquemos algumas práticas cotidianas, seja nas nossas residências, na rua ou nos nossos empregos, para que consigamos recuperar uma parte do tempo desperdiçado e melhoremos a qualidade ambiental para as gerações futuras.

Diversos setores empresariais e produtivos, que envolvem uma grande parcela da população, tem a responsabilidade de adotar essas práticas sustentáveis e ecológicas, e conscientizar seus trabalhadores a seguirem os mesmos ideais.

Aqui nesse artigo falaremos mais amplamente sobre como empresas, indústrias e outros setores produtivos podem estimular essa conscientização e quais as ações que podem ser executadas e incentivadas para que aconteça a reparação ambiental.

Reciclagem de materiais

Um dos conceitos básicos que envolve a sustentabilidade, é em relação a reciclagem de materiais. As empresas devem incentivar seus funcionários a utilizarem materiais reciclaveis ao invés de outros materiais que não se degradam facilmente, prejudicando o meio ambiente.

Para facilitar no processo de reciclagem, é muito comum encontrarmos nas ruas brasileiras cestos de lixos que especificam qual tipo de material deve ser descartado, por meio do nome da categoria e da cor do sexto que se refere a essa classificação.

A prática de recolhimento desses materiais recicláveis, descartados nos sextos específicos, é chamada de coleta seletiva, onde empresas especializadas recolhem os materiais e fazem a separação adequada, para posteriormente destiná-los aos processos de reciclagem adequados.

Incentivo nas empresas

A separação desses cestos deve ser incentivada também em setores empresariais e industriais, pois é cada vez mais importante que o lixo seja descartado corretamente, como o papel alumínio, que deve ser descartado e feita a reciclagem de papel aluminio.

Obter esses cestos não requer muito aporte financeiro e é uma prática, totalmente, sustentável. A separação dos cestos, normalmente, é feita da seguinte maneira:

  • Cesto Azul – Papel;

  • Cesto Vermelho – Plástico;

  • Cesto Verde – Vidro;

  • Cesto Amarelo – Metal;

  • Cesto Marrom – Orgânico.

Escolha de materiais e elementos sustentáveis

As práticas também podem ser modificadas na composição de itens de venda, ou então nos materiais que serão utilizados para uma construção, por exemplo.

Em empresas, como lojas de venda de produtos, em que é usado etiquetas, a modificação pelo plástico das etiquetas pela utilização de papel semente é uma excelente ideia, já que esse tipo de material é totalmente biodegradável.

Em processos construtivos, realizados por empresas de construção civil, a escolha dos materiais também é determinante.

É preciso escolher materiais que não degradem o meio ambiente, e também é fundamental realizar o descarte adequado dos resíduos que serão descartados.

A composição de empresas e indústrias é construída por essas empresas, obviamente com o auxílio dos proprietários que determinam como eles querem que sejam montadas as estruturas e dividir os espaços.

Dessa forma, essas pessoas devem optar por opções ecológicas e sustentáveis, como na montagem de bancos e decks, onde a utilização de madeira plástica ecológica é uma ideia bastante interessante e sustentável, pois esse tipo de madeira é reciclada de outras construções, eliminando a necessidade do desmatamento e da degradação ambiental.

Por fim, nas montagens de jardins e áreas externas, adotar ações ecológicas é ainda mais simples e fundamental. Para o crescimento das plantas, uma ideia que remete a essa sustentabilidade é a utilização de fertilizante mineral complexo, pois esse tipo de fertilizante é natural, não prejudica as plantas e consequentemente não causa maiores problemas para o meio ambiente.

Práticas simples como essas, trocando alguns elementos que antes eram muito utilizados, comprovadamente melhoram a qualidade do ambiente.

Pois, existem diversos materiais que não se degradam facilmente ou então não são recicláveis, e acabam sendo deixados em locais inadequados, causando diversos problemas ambientais como enchentes, aquecimento global, queimadas e outros problemas naturais que podem e devem ser evitados.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *