Paisagismo sustentável: o que é?

O planejamento do uso consciente dos recursos naturais, aliando o equilíbrio do meio ambiente com a beleza e o conforto nos espaços domésticos para relaxar é o propósito do paisagismo sustentável.

Um bom projeto de paisagismo sustentável traz benefícios como aumento da qualidade de vida, baixo custo de manutenção, eliminação de substâncias tóxicas e redução considerável do uso de água, um recurso que enfrenta escassez atualmente.

Neste artigo, você vai entender o motivo para investir em paisagismo sustentável e como pode aplicar a prática na sua residência. Confira!

Paisagismo sustentável: encanto e responsabilidade

O paisagismo diz respeito às modificações que fazemos em áreas de terra, como a construção de jardins e parques. 

Os projetos que prezam pela sustentabilidade se preocupam não apenas com a beleza do cenário, mas também com técnicas que resultem em uma utilização eficiente dos recursos naturais, e práticas que eliminem o uso de substâncias nocivas à saúde e ao meio ambiente.

Isso significa que o paisagismo sustentável está diretamente relacionado ao equilíbrio entre a beleza do espaço urbano e o desenvolvimento ambiental responsável.

As vantagens do paisagismo sustentável

Como vimos, os jardins tradicionais são planejados e arquitetados com finalidades meramente estéticas.

Os jardins sustentáveis vão além e tornam o ambiente confortável e de clima agradável, uma vez que proporcionam estabilidade térmica, solo impermeabilizado e alta qualidade do ar.

Além disso, um projeto de paisagismo pautado pelos princípios da sustentabilidade adota medidas que conservam o ecossistema e preservam a natureza, como:

  • Reaproveitamento da água das chuvas evitando o uso de sistemas de irrigação;
  • Eliminação de substâncias tóxicas, como praguicidas e fertilizantes, por meio da criação de compostagem;
  • Utilização de plantas específicas para cada clima, reduzindo o impacto no ecossistema natural;
  • Utilização de fontes renováveis de energia, como a luz solar;
  • Emprego de madeira certificada e materiais renováveis de baixo impacto ambiental;
  • Conservação do solo.

Dessa maneira, podemos afirmar que o paisagismo sustentável propicia um aumento considerável da qualidade de vida, uma vez que coloca as pessoas em contato com um ambiente natural saudável, ideal para o lazer, o relaxamento e o alívio do estresse.

Como aplicar o paisagismo natural em sua casa

Um dos principais propósitos da sustentabilidade no paisagismo é contribuir para a conscientização das pessoas sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Assim, investir em um projeto de arquitetura sustentável é também uma maneira de contribuir para a preservação da natureza.

Veja que medidas você pode adotar em sua casa:

1. Planejamento inteligente

Montar um jardim requer planejamento. Muitas pessoas acreditam que basta plantar mudas em alguns pontos do terreno, mas não é bem assim. 

Ao adotar técnicas de paisagismo sustentável para a sua residência, leve em consideração os seguintes pontos:

  • Condições climáticas;
  • Condições do solo;
  • Uso do espaço;
  • Produtos para limpeza;
  • Segurança; 
  • Decoração.

Ao escolher os materiais, dê preferência aos que filtram adequadamente os barulhos externos, diminuem a temperatura e que ajudem a prevenir a sedimentação e erosão do solo.

2. Invista em jardins verticais

Os jardins verticais são grandes aliados no ganho de espaço, principalmente para quem vive em locais pequenos. Ao optar por eles, leve em consideração o lugar onde posicionará os vasos e a ventilação.

Para a montagem, prefira painéis de madeira reutilizada e faça uso de garrafas pet, latas e pneus para acomodar as plantas.

3. Não descuide da manutenção

Para que o seu jardim permaneça bonito e saudável, é importante não negligenciar a manutenção periódica. 

Para isso, procure conhecer técnicas de adubação orgânica, reciclagem e aguamento, que são de baixo custo e mantêm sua área preservada. 

Se você possui lagos artificiais os filtros para lagos também devem sofrer manutenção constante para garantir a qualidade da água.

4. Opte pelo adubo orgânico

Produzir adubo caseiro é simples e não incomoda. Basicamente, consiste em deixar que a matéria orgânica se decomponha, para que os microorganismos se alimentem dela, absorvendo carbono e expelindo nutrientes valiosos para as plantas. É uma alternativa barata e ecologicamente consciente.

5. Procure profissionais qualificados

Caso você queira implementar um projeto sustentável em seu imóvel, não deixe de consultar um bom paisagista

Ninguém melhor que uma pessoa capacitada para avaliar a sua área e te ajudar a escolher os materiais e espécies adequados para as suas necessidades.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *