Por que o controle ambiental possui um papel tão importante na sociedade?

Não precisa de muito para saber que a poluição é um dos maiores problemas que o planeta enfrenta atualmente, porque é uma ocorrência que degrada o meio ambiental e afeta as características físicas e químicas de todos os seres vivos.

Além de ser resultado da grande produção e acúmulo de lixo, a poluição também é causadora do efeito estufa e da chuva ácida.

Por conta do contexto em que estamos vivendo, a sustentabilidade tem um papel fundamental nos dias de hoje, conscientizando as pessoas sobre como se deve agir em relação à natureza.
Ela pode ser aplicada em pequenas comunidades ou até mesmo em todo o mundo.

Exemplos de sustentabilidade nas ações:

  • Economia de água;
  • Evitar o uso de sacolas plásticas;
  • Preferência por consumir produtos biodegradáveis;
  • Não acumular lixo em lugares inapropriados;
  • Diminuição no uso de energia;
  • Realizar trajetos curtos através de bicicletas ou caminhadas.

A sustentabilidade é primordial para reverter a situação de extrema poluição em que o planeta se encontra

Uma grande iniciativa que colabora com a sustentabilidade é a reciclagem, que é uma forma de reaproveitamento das matérias primas que são descartadas, diminuindo quantidade de resíduos provenientes dos produtos consumidos pelo homem.

A reciclagem está diretamente ligada à coleta seletiva, visto que sua função é ajudar no processo de reciclagem.

Para que a reciclagem e a coleta sejam 100% eficientes, a população precisa ficar atenta às cores que correspondem ao material do lixo descartado, principalmente quando se trata de resíduos hospitalares, radioativos e perigosos.

O gerenciamento de resíduos perigosos é um processo muito complexo.
Segundo o site Normas Legais, a instalação e o funcionamento das atividades que operam com resíduos perigosos, por exemplo, só podem ser autorizadas ou licenciadas pelas autoridades competentes se o responsável comprovar capacidade técnica e econômica, e condições para adotar os cuidados necessários ao gerenciamento desses resíduos.

Além disso, as pessoas jurídicas que operam com esse tipo de material são obrigadas a se cadastrar no Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos, isso de acordo com o IBAMA.

Ainda de acordo com o site Normais Legais, o cadastro será coordenado pelo órgão federal competente do Sistema Nacional do Meio Ambiente e implantado de forma conjunta pelas autoridades federais, estaduais e municipais.

Este tipo de lixo não pode, de maneira alguma, ser tratado ou reutilizado como lixo comum, em razão de diversos elementos que são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.

Eles devem ser descartados de acordo com rígidas normas de segurança e preservação ambiental. Além disso, o contato com lixo radioativo está diretamente associado ao desenvolvimento de vários tipos de câncer.

Conforme o site do Planalto, são proibidas as seguintes formas de destinação ou disposição final de resíduos sólidos ou rejeitos:

  • Lançamento em praias ou no mar;
  • Lançamento na natureza a céu aberto, excetuados os resíduos de mineração;
  • Queima, a céu aberto ou em recipientes, em instalações e equipamentos não licenciados para essa finalidade;
  • Outras formas vedadas pelo poder público.

Em situações de emergência ambiental, geralmente é utilizada a manta absorvente de óleo, como no caso de vazamentos em rios e mares.

Com base de polipropileno (material usado em copos plásticos, seringas e até embalagens), essa manta absorve elementos como o petróleo e seus derivados, sendo utilizada como medida de controle rápido, para evitar que o contaminante se espalhe.

Além da manta absorvente de óleo, há ainda outras mantas absorventes que executam essa função para outros tipos de resíduos perigosos.

Para diferenciar a manta e sua indicação de uso, elas são produzidas em diferentes cores: branca, verde e cinza, sendo que as mantas da cor branca são ideais para absorver o óleo e seus derivados.

Já as esverdeadas contribuem para a limpeza e absorção de líquidos agressivos.
E as mantas cinzas, por sua vez, são capazes de promover a limpeza e absorção de líquidos em geral.

Já imaginou o quanto aquela fábrica do suco que você ama consome de água, por litro de produção?

Nunca pensou nisso? então, imagine. Agora pensa na quantidade dessa água que é descartada! É aí que o controle ambiental se encaixa.

Desde o surgimento das indústrias, os impactos ao ambiente começaram a ser muito significativos, devido ao uso de recursos em proporções muito maiores do que o planeta suporta.

O controle ambiental é de extrema importância porque consiste em controlar e diminuir os impactos ao meio ambiente, a partir das atividades realizadas por organizações públicas ou privadas.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *