Procedimentos essenciais aos empreendimentos sustentáveis

ambiente

O meio ambiente pode ser definido como tudo que há vida ou não que existam na Terra em sua totalidade, afetando os ecossistemas existentes bem como a vida dos seres humanos, para a Organização Mundial da Saúde (ONG).

O meio ambiente é o conjunto de elementos físicos, químicos, biológicos e sociais que podem resultar em efeitos diretos ou indiretos sobre os seres vivos constituintes na Terra e nas atividades humanas.

Sendo um conjunto de unidade ecológicas, o meio ambiente é composto por:

  • Vegetações;
  • Solos;
  • Atmosfera;
  • Animais;
  • Rochas;
  • Micro-organismos;
  • Recursos naturais;
  • Fenômenos físicos.

Sendo responsável pela geração e conservação da vida na Terra o meio ambiente precisa ser mantido em boas condições para que ele e seus benefícios sejam aproveitados tanto pela geração atual quanto a futura.

Diante de sua importância a vida, foram desenvolvidas ações e políticas para sua preservação que precisam ser conhecidas por todos, pois são aplicadas tanto ás empresas quanto às pessoas dentro da sociedade.

Legislação ambiental e sua aplicação

Com o objetivo de preservar e controlar os impactos do homem ao meio ambiente, alguns processos foram incorporados e são aplicados, principalmente, à construção civil e ao setor industrial.

Uma medida necessária é o licenciamento ambiental em Campinas que é, em alguma situações, emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis – IBAMA.

A lei nº 6. 938/81 que dispõem sobre a política nacional do meio ambiente, estabelece que os processos de:

  • Construção;
  • Instalação;
  • Funcionamento;
  • Ampliação.

Dos estabelecimentos e suas atividades que fazem uso de recursos ambientais, consideradas efetivas e potencialmente poluidoras ou capazes de resultar em degradação ambiental em quaisquer aspectos e dimensões, dependem da autorização prévia o órgão estadual competente ou do IBAMA.

A lei complementar 140/12, reservou o licenciamento IBAMA de atividades e empreendimentos, quando eles se enquadram em algum dos requisitos abaixo:

  • Quando engloba dois ou mais estados;
  • Entre o Brasil e país limítrofe;
  • No mar territorial;
  • Plataforma continental;
  • Zonas econômicas exclusivas;
  • Terras indígenas;
  • Unidades de conservação instituídas União.

Além disso, cabe ao IBAMA o licenciamento em caráter militar e os que envolvam a manipulação de materiais radioativos ou energia nuclear.

Aos municípios a lei complementar 140/12 diz que a Cetesb licença é concedida quando os impactos são em âmbito local ou que estejam localizadas em unidades de conservação instituídas, alguns municípios promovem licenciamentos extras por estabelecerem convênio de delegação de competência dos órgãos ambientais estaduais.

Desse modo quaisquer mudanças são controladas pelo Estado que representa as pessoas.

Por que reciclar?

A reciclagem é um processo que permite a reutilização de alguns materiais e produtos, por meio desse processo é possível diminuir a quantidade de lixo, além de reduzir a poluição no solo, no ar e na água.

Para que ele ocorra é preciso inicialmente realizar a separação do lixo reciclável do não reciclável, processo esse que pode ser realizado tanta no âmbito empresarial quanto residencial.

Os materiais que podem ser usados na reciclagem são:

  • Papel;
  • Metal;
  • Madeira;
  • Vidro;
  • Plástico;
  • Eletrônico.

O descarte de lixo eletronico é realizado separadamente, pois assim como o lixo hospitalar ele pode emitir radiação e agentes que são nocivos à saúde, impactando ainda mais ao meio ambiente.

Atualmente, como há um alto consumo de aparelhos eletrônicos há empresas que são especializadas em recolher e realizar o descarte correto, os pontos de recolhimento podem ser em lojas de eletrônicos ou supermercados.

A empresa de reciclagem faz somente coleta dos produto devidamente separado e por meio dos processo, permite que os materiais sejam reaproveitados dando origem a novos produtos, que são mais ecológicos e sustentáveis.

Contribuindo para um equilíbrio maior entre o desenvolvimento e a conservação do meio ambiente.

Os resíduos orgânicos, produtos não recicláveis e coleta entulho é um processo realizado pela prefeitura em dias e horários específicos, esses lixos são levados aos aterros sanitários ou às incineradoras de lixo e nesses locais são compactados ou queimados.

Tomando todas as precauções e atendendo todas as normas e legislações ambientais vigentes, tanto as empresas quanto a sociedade conseguem estabelecer uma conservação do meio ambiente e um desenvolvimento sustentável, atendendo as demandas da sociedade e contribuindo para um processo evolutivo mais saudável e cooperativo, menos agressivo e destrutivo.

Prolongando o ecossistema e todas as formas de vida existentes no planeta Terra.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *