Quais são os destinos do lixo?

Todos os dias, nossas casas – com uma média de 4 a 5 pessoas – produzem quilos de lixo. Em uma semana isso aumenta consideravelmente. Em um ano, já temos toneladas de lixo produzidos apenas em nossas casas.

Agora, junte isso a uma população como a brasileira, com cerca de 200 milhões de habitantes.

Com essa realidade em mente, para que haja um mínimo de conservação ambiental, é necessário que ocorra a destinação correta de todo o resíduo produzido diariamente.

Por conta disso, neste artigo serão apresentadas quais as melhores formas de destinação desse lixo cotidiano, de forma a preservar nosso meio ambiente.

Destinação do lixo

Todos os diversos resíduos são hoje um dos maiores fatores dos problemas de municípios urbanizados.

Isso se deve ao fato de que, basicamente, a produção do lixo é grande e diretamente relacionado ao tamanho da população, ou seja, quanto mais gente mais lixo e resíduos são produzidos.

Estudos apontam que um morador da cidade de São Paulo, produz em média um quilo de lixo todos os dias. Toda essa produção necessita ser encaminhada a algum lugar, vejamos quais:

  • Lixão;
  • Aterros sanitários;
  • Compostagem;
  • Incineração.

Lixão

Este tipo de destinação ainda é muito utilizado em nosso país e, de modo geral, o lixão consiste em retirar todo o lixo, inclusive o orgânico e o material das residências, comércios e também industriais, e despeja-os em enormes áreas a céu aberto.

Normalmente localizados em regiões da periferia da cidade, estes locais são os maiores responsáveis pela concentração de ratos, baratas e outros insetos e pragas.

Os lixões são verdadeiros focos de proliferação de diversas doenças, além do odor ruim que exalam. Naqueles em que não há fiscalização da prefeitura, há algumas famílias e pessoas muito pobres, que costumam estar lá para recolher materiais passíveis de reciclagem e até mesmo resto de lixo organico para sua alimentação.

Esse ato, coloca as vidas dessas pessoas em risco além de ferir a dignidade que todo homem nascido tem direito a ter.

Um outro problema, que se mostra agravante nesse sistema, é a putrefação de materiais orgânicos, que produzem o chorume.

O material se trata de um resíduo que pode atingir rios, lagos ou mesmo lençóis freáticos que se localizam perto dessas regiões de forma a criar um  processo grave de contaminação de água e de afluentes naturais.

Aterros sanitários

Os aterros sanitarios são sistemas de destinação e tratamento de lixo. Esse sistema também figura entre os mais utilizado no Brasil.

Nessas localidades, o solo é impermeabilizado para que se possa receber o lixo orgânico. Então, eles são colocados em camadas que serão intercaladas com terra, para que assim se possa evitar o mau odor que o lixo exala.

Esse recurso possibilita ainda que a contaminação e proliferação de pragas como ratos ou mesmo insetos tenham sua incidência diminuída.

No aterro sanitario o processo de decomposição dos resíduos é feito a partir de bactérias anaeróbicas, que, com o resultado dessa ação gera o gás metano.

O gás acima mencionado pode ser descartado por saídas específicas ou mesmo ser usado para geração de energia elétrica.

Compostagem

compostagem é um sistema bem útil para os resíduos orgânicos. O método se dá através de usinas, onde o material orgânico presente nos lixos, é devidamente transformado num tipo de composto.

Este composto orgânico é utilizado em solos na agricultura para que melhore as suas qualidades físicas, químicas ou mesmo biológicas.

O ponto que ainda se discute sobre esse sistema, é que o tipo de tratamento realizado pela indústria composteira é restrito. Ou seja, apenas ameniza os problemas relacionados aos resíduos orgânicos, não abrangendo os inorgânicos.

Incineração

Esse método é frequentemente utilizado para destinar os lixos chamados hospitalares, já que possuem uma espécie de contaminação dita perigosa.

Esse processo, é realizado em incineradores apropriados para tal, no qual se mantém toda a segurança possível. A fumaça produzida também deve ser filtrada para diminuir ao máximo a poluição do ar.

A questão do lixo deve ser tratada com cuidado e preocupação. Formas incorretas de destinação podem levar a perigosos impactos negativos ao meio ambiente e também a nós, humanos.

Desta forma, é necessário que se busque por soluções alternativas que não degradem o entorno de locais em que os lixos são descartados e de forma que se possa reciclar ao máximo esses resíduos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *