Tratamento de efluentes e resíduos seus benefícios

O crescimento e desenvolvimento descontrolado dos meios de produção com o passar dos anos resultou em um desequilíbrio entre o homem e seu habitat natural, o meio ambiente.

Produzindo e consumindo em excesso, extraído todos os recursos naturais, produzindo altas quantidade de lixos e agentes poluidores, geram impactos cada vez maiores no meio ambiente.

Com o passar do tempo e desenvolvimento da consciência e da importância que a natureza e seus recursos possuem para conservação das pessoas e das gerações futuras, nos dias de hoje um novo conceito foi desenvolvido e vem sendo exigido pela sociedade, conhecido como desenvolvimento sustentável, o objetivo é equilibrar as necessidades de produção com a proteção do meio ambiente.

O equilíbrio proporciona grandes desenvolvimentos, uma possibilidade de vida mais saudável e com mais qualidade para geração atual e futura, por isso a implantação desse conceito, legislações ambientais e politicas ecologicamente corretas precisam ser feitas por indústrias, empresas e cidadãos.

Tratamento de efluentes

As indústrias são as principais produtoras e provedoras dos produtos consumidos pelas pessoas em toda a sociedade, com uma produção potencializada, os agentes poluidores provenientes dos processos de montagem e fabricação são altos, e para atender as exigências ambientais, alguns ajustes foram necessários.

tratamento de efluentes industriais atualmente é uma prática essencial de modo que as empresas estejam em conformidade com a lei, cumprindo os índices de reciclagem necessário sem afetar o ritmo das produções, contribuindo para construção de uma marca mais forte, sustentável e responsável perante o público consumidor.

O tratamento precisa ser realizado de maneira consciente e com atenção máxima, pois os impactos da poluição direta ou indireta do meio ambiente é visto como infrações graves que podem resultar nas seguintes punições:

  • Autuações;
  • Multas;
  • Paralisação da linha de montagem;
  • Fechamento da empresa;
  • Prisão do responsável.

Quanto maior os impactos, maior a punição legal. Além disso o não cumprimento implica em prejuízos financeiros, desgaste da imagem e diminuição do consumo dos serviços ou produtos realizados e disponibilizados pela organização. Assim o tratamento de agua e efluentes é essencial para manter a empresa regular e competitiva no mercado.

Como funciona o tratamento?

O tratamento de efluentes pode variar de acordo com as características físicas, químicas e biológicas dos resíduos, conforme a natureza dos poluentes que precisam ser removidos ou das operações unitárias utilizadas para o tratamento. O processo mais recomendado é indicado por especialistas.

Com a coleta de amostras para análise, o profissional consegue quantificar e parametrizar a carga orgânica poluidora e carga tóxica dos efluentes contaminantes.

O tratamento é realizado na estação de tratamento de efluentes industriais, conhecidas por meio da sigla ETE, que são unidades operacionais de sistemas de saneamento, responsáveis por receber as águas contaminadas, tratá-las e devolvê-las aos rios e mares minimizando os impactos ambientais.

Os modelos de estações tradicionais realizam o tratamento em cinco etapas, sendo elas:

  1. Pré-tratamento;
  2. Tratamento primário;
  3. Tratamento secundário;
  4. Tratamento do Iodo;
  5. Tratamento terciário.

Nesse modelo os processo químicos, físicos e biológicos são mesclados. Por serem processos realizados dentro das indústrias, essas desenvolveram o modelo compacto, mais fáceis de serem instalados, ocupam menos espaço e possuem processo de manutenção mais rápidos. A estação compacta de tratamento de esgoto ou efluentes atua com as mesmas cinco etapas.

Entendendo cada uma das fases

Na primeira etapa de pré-tratamento o objetivo é remover todos os sólidos dos efluentes, nesse momento dois processos são aplicados: o gradeamento – uma barreira metálica que impede a passagem desse objetos – e a desarenação – que remove os flocos de areia (grãos menores que podem passar pela primeira barragem).

O tratamento primário é realizado através de processos físicos e químicos removendo os sólidos em suspensão sedimentáveis, materiais flutuantes e matéria orgânica.

A terceira etapa que ocorre na ete compacta objetiva remover toda a matéria orgânica que não foi retirada na etapa anterior, por meio de processos bioquímicos.

O tratamento do iodo consiste em duas etapas: o adensamento, para diminuição do liquido e do volume do iodo e depois a digestão anaeróbica, para reduzir microrganismos e permitir a sua aplicação em atividades agrícolas, servindo de adubo natural.

A última fase serve para remover elementos nocivos à saúde e utilizar a água não potável adquirida no final para o reaproveitamento em atividades que não sejam para consumo.

Com isso estação de tratamento de esgoto compacta preço finaliza todos os processos que resultam em uma água livre da maioria dos agentes poluidores e pode retornar ao mar e rios sem provocar contaminações.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *