Tratamento de resídios sólidos deve atender leis ambientais

tratamento

A aplicação de novas tecnologias nos sistemas de tratamento de água e esgoto têm proporcionado um novo cenário nas áreas industrializadas e nos centros urbanos.

Os cuidados com o aumento de consumo, por causa da própria tecnologia empregada em equipamentos eletrônicos, também se tornou uma preocupação constante e pontual, para toda a sociedade.

A partir da criação de leis ambientais, projetos de combate à poluição e adaptação a uma nova realidade voltada à preservação do meio ambiente, setores se mobilizaram para atender à legislação vigente no país.

Água: um bem precioso para todos

Há muito tempo, o setor industrial tinha um grande impacto na poluição do meio ambiente, tanto do ar quanto dos rios e mares.

Com a aplicação da legislação ambiental, passaram a tomar cuidados, como a aplicação de filtros em suas fornalhas e a construção de estação compacta de tratamento de efluentes em suas instalações.

A atenção voltada ao meio ambiente tomou proporções globais, atingindo corporações industriais presentes em diferentes países, entre matrizes e filiais.

Desta forma, o gerenciamento do saneamento básico e de resíduos industriais se tornou presente nas grandes indústrias, impactando na saúde da população, de forma direta e indireta.

O uso de água nas indústrias é muito importante, porque está presente na linha de produção, na lavagem de máquinas industriais, com captação via lençol freático ou rios e lagos do entorno.

A estação compacta de tratamento de esgoto foi uma forma de poder reaproveitar toda a água utilizada, podendo ser reutilizada em um sistema hidráulico próprio da planta fabril, abastecendo cisternas dedicadas para o consumo em lavagem de máquinas e equipamentos, e até mesmo em ambientes sanitários, como privadas e lavagem de pátios, veículos e estacionamentos.

Os recursos naturais se recuperaram, após a construção de estação de tratamento de efluentes compacta nas indústrias, pois não há a poluição do lençol freático, dos rios e lagos presentes no entorno.

Os benefícios voltados à sociedade se tornaram visíveis, com o retorno de animais ribeirinhos, peixes e flora aquática.

Consumidores devem ajudar na causa

A tecnologia também alavancou o uso de diferentes equipamentos, que mudam de modelo a cada ano, levando a um excessivo consumo de produtos em um curto espaço de tempo.

Por isso, a sociedade e os consumidores precisam se alinhar à causa da preservação do meio ambiente, para que a natureza não seja prejudicada com o descarte de lixos eletrônicos em aterros sanitários, sem passar por um processo de reciclagem adequado.

Desta forma, fabricantes e lojas especializadas formaram um esquema de recepção de produtos descartados, para que sejam encaminhados a empresas logistica reversa eletronicos.

Onde recebem telefones celulares, televisores, computadores, notebooks, impressoras, tablets, entre outros componentes que possam reaproveitar partes das peças, como plástico, chumbo e vidro.

Atendendo à legislação vigente, referente ao descarte de resíduos sólidos, este tipo de aplicação da sustentabilidade tem caráter social, com reflexo no desenvolvimento econômico e na contribuição para a preservação do meio ambiente.

Além disso, é possível destacar outros benefícios, como:

  • Economia de recursos naturais;
  • Implementação de consumo de produtos recicláveis;
  • Produtos reciclados dentro da cadeia produtiva;
  • Estratégias de sustentabilidade aplicadas à industrialização.

A contribuição das empresas e da sociedade deve ser fortalecida, com a apresentação de planejamentos estratégicos, atendendo de forma que a economia, a sociedade e o meio ambiente sejam beneficiados, de forma igualitária.

  1. A logística reversa de eletrônicos também atende a outros setores, como pilhas, baterias e lâmpadas, que devem ser descartados em locais identificados, com a garantia de que a empresa seja responsável para que a reciclagem seja aplicada de maneira correta, sem qualquer tipo de prejuízo para o meio ambiente.

Profissionais atuantes e participativos

Para garantir que todos os processos de preservação do meio ambiente sejam colocados em prática, as empresas têm aplicado o sistema de gestão antissuborno.

Realizando de maneira honesta e imparcial, todos os procedimentos aplicados para uma gestão transparente e íntegra, com profissionais que atuam nas mais diferentes áreas, de maneira participativa, junto à empresa e à sociedade.

A segurança e saúde dos trabalhadores, além da imagem da empresa perante a sociedade, fica imaculada, com este modelo empregado em programas de gestão, com auditorias pontuais, com monitoramento constante das práticas adotadas para evitar qualquer tipo de suborno dentro do quadro de funcionários.

Desta forma, nenhuma vantagem indevida é aplicada, proporcionando qualidade de vida para as pessoas, na instalação de estações de tratamento de água e esgoto.

Assim como os cuidados tomados com o encaminhamento correto dos produtos que podem ser encaminhados para empresas recicladoras, de acordo com a logística reversa aplicada pela empresa.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *