Os tratamentos de efluente: Conheça algumas técnicas inovadoras

A poluição das águas é uma das maneiras mais preocupantes de poluição do meio ambiente, tendo em vista a grande dependência em relação à água para o desenvolvimento da sociedade e até mesmo a questão da sobrevivência.

A água que se dispõe para usar durante as atividades diárias é apenas 0,03% da água de todo o planeta e as outras formas de poluição, como a do solo e do ar geralmente acabam atingindo também a água.

Assim, torna-se fundamental a tomada de ações afim de diminuir a poluição das águas. Entre as várias medidas de controle da poluição, está o tratamento dos efluentes, que consiste no conjunto de resíduos líquidos lançados ao meio ambiente, como o da agricultura e do esgoto doméstico e outros materiais resultado das inúmeras atividades industriais.

Isso constitui tipos de efluentes que podem ser diretamente nocivos, contendo metais pesados, óleos e outras diversas substâncias que acabam causando graves problemas ambientais.

Devido a isso, os efluentes necessitam de tratamentos antes de serem lançados às águas. Cada efluente necessita de um tratamento indicado de acordo com a presença de contaminantes e a carga poluidora. São várias as tecnologias usadas para esse processo, mas os três principais tratamentos de efluentes resumem-se em: tratamentos primários, secundários e terciários.

No caso do tratamento primário, constitui-se como aquele que utiliza processos físico-químicos para a separação entre água e sólidos em suspensão e os inúmeros materiais que ficam flutuando.

O gradeamento, por exemplo, é usado nas Estações de Tratamento de Água (ETAs), em que toda a água que é captada dos rios, poços ou lagos passam por grades que são colocadas em lugares estratégicos de forma a impedir a passagem de peixes, plantas e detritos.

A flotação consiste na técnica de separação físico-química que tem o intuito de adicionar bolhas de ar em uma suspensão coloidal. As partículas em suspensão aderem as bolhas e são arrastadas para a superfície do líquido, gerando uma espuma que pode ser removida da solução.

Alguns outros métodos utilizados são:

  • Neutralização;
  • Separação de óleo;
  • Equalização;
  • Decantação.

Adensamento

Sendo amplamente utilizados em Estações de Tratamento de Esgotos, Água e Efluentes Industriais, o adensamento de lodo tem como intuito reduzir o volume do lodo proveniente de um tanque decantador, o tornando mais denso e com maior concentração de sólidos no local.

O adensamento é uma parte do processo do tratamento de água na fase sólida. Se faz necessária a redução do volume afim de causar melhoria na eficiência dos processos de desidratação o lodo nos filtros prensa, leitos de secagem ou centrífugas.

Seu princípio é bastante simples. O centro do tanque recebe o lodo proveniente do decantador, enquanto um defletor circular central dirige o fluxo do lado para baixo, o que forçan sua deposição no fundo do tanque.

O clarificado então é recolhido na canaleta periférica e retorna ao tratamento primário.

O raspador então direciona o lodo decantado ao poço central, no qual ele é acumulado e concentrado para ser removido por meio de uma carga hidráulica até o processo de desidratação.

Por conta de motivos econômicos e técnicos, o destino final do adensamento do lodo de esgoto e de água é um enorme desafio aos países, tratando-se de um processo complexo que necessita de intercâmbio entre vários conhecimentos, o que representa de 20% a 60% dos custos operacionais de uma ETE/ETA.

Tratamentos utilizados nas cidades litorâneas

A draga de areia funcionamento é um serviço comum majoritariamente em cidades litorâneas, em que necessitam de uma empresa responsável para realizar esse serviço de maneira adequada.

A dragagem de areia se faz necessária principalmente em marinhas e portos de cidades litorâneas, assim como em algumas costas e outros locais específicos.

Os canais de água, sejam rios, esgotos ou lagos, necessitam passar por uma série de serviços de escavação e remoção de uma parte do solo, seja para a manutenção ou criação de um canal.

Vale lembrar que os serviços de drenagem de areia podem ser realizados por meio do uso de equipamentos como a draga de sucção existente em diversos tamanhos. Além dela, é possível fazer uso de escavadeiras hidráulicas, específicas para o uso abaixo d’água.

Rebaixamento de lençol freático

Durante a construção de novos empreendimentos costuma-se necessitar de escavações para a execução de garagens subterrâneas.

Ao atingir o nível do rebaixamento de lençol freático permanente, é necessário realizar o esgotamento de água. O procedimento acontece no local da edificação e, em alguns casos, pode se estender para a vizinhança.

De acordo com o tipo de contenção e solo, o processo atinge distâncias de até centenas de metros.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *